A qualificação em gestão hospitalar coloca no mercado de trabalho profissional com uma ampla visão gerencial estratégica e humanizada acerca do funcionamento dos sistemas de saúde. Devido à sua complexidade, o setor da saúde exige bem mais do que prática em técnicas administrativas, é preciso que se entenda sobre princípios médicos, éticos e legais, questões que podem ser encontradas em um curso de gestão hospitalar, por exemplo.

Há muitas opções para capacitar, atualizar ou aperfeiçoar, direcionadas a quem já atua nessa área ou para quem está começando. Exemplo disso é o Curso Online Gestão Hospitalar, do Centro de Estudos e Formação. Dividido em cinco módulos, o curso faz uma abordagem sobre os saberes necessários para uma atuação eficiente na administração hospitalar, de forma que garanta a excelência da sua atividade fim: o cuidado com a saúde e o bem-estar do cliente. Cada módulo do curso de gestão hospitalar apresenta conceitos, princípios, técnicas e métodos sobre assuntos específicos abrangidos pela gestão hospitalar e proporcionam uma boa experiência ao cursista.

De forma breve, vamos explicar o que é gestão hospitalar, antes de entrarmos nos tópicos específicos deste artigo. A gestão hospitalar é um agregado de conhecimentos de três ciências: administrativa, da saúde e humanas, somadas a estudos da realidade da saúde nos âmbitos federal, estadual e municipal. A gestão hospitalar dará ao gestor elementos necessários para que ele atue como um agente de inovação e transformação nos serviços de assistência à saúde dos cidadãos. Esses elementos capacitarão o gestor hospitalar a atuar como elo de integração entre as equipes, gerir recursos, conduzir processos e tomar decisões, entre outras funções.

Com o que contamos até aqui já dá para você ter uma ideia do quão importante é adquirir ou aprofundar conhecimentos no campo de prestação de serviços de saúde se você estuda, já atua ou pretende atuar nessa área. Para isso, damos como dica cursos online voltados à administração hospitalar e a outras áreas relacionadas, que podem complementar a formação de um bom gestor hospitalar.

Além do curso gestão hospitalar, há, como forma de complementar o aprendizado e de ampliar a visão sobre a gestão de sistemas de saúde, um ótimo curso online, como o Curso Online Ética na Saúde. Por outro lado, há os da área administrativa, que também dão embasamento à temática da gestão hospitalar, como o Curso Online Gestão de Pessoas. Além desses dois exemplos, o portal dispõe de muitas outras opções que estão diretamente ligadas às funções de um gestor hospitalar.

Cursos relacionados que podem te interessar:

Ao trazer um exemplo de curso da área administrativa, uma questão pode vir à tona: administradores podem atuar como gestor hospitalar? Sim, podem. Mas somente o conhecimento na área administrativa não será suficiente, esses profissionais terão que se aperfeiçoar em temas direcionados à gestão da saúde. Cursos online com certificado voltados à temática são exatamente o que eles precisam. Mas não são somente os administradores que podem se beneficiar dos cursos a distância em administração hospitalar, veja só:

  • Médicos e enfermeiros já costumam aparecer como gestores de instituições de saúde. Ao contrário dos administradores, eles têm o conhecimento das práticas do meio, fundamentos, conceitos e conhecimentos em vários aspectos do funcionamento de instituições que prestam atendimento assistencial e de saúde ao cidadão. Para esses profissionais a novidade vai ser o aprendizado de práticas administrativas, assim como de toda a fundamentação em administração.

  • Estudantes, tanto da área da saúde quanto da administrativa, podem ampliar os seus conhecimentos, agregar qualificação ao currículo e garantir créditos nas atividades complementares de seu curso técnico ou de graduação.

  • Servidores públicos podem ter nos cursos online com certificado um degrau para a sua progressão na carreira. Considerando que grande parte de trabalhadores da saúde pertencem ao funcionalismo público, as vantagens são inigualáveis.

  • Quem ainda não é servidor público, mas está se preparando para concursos, pode ter vantagens triplas: se prepara para a prova, se capacita para a área em questão e ainda pode ter no certificado de cursos a distância um auxílio vindo na forma de pontos nas provas de titulação (desde que o edital preveja a pontuação por cursos livres).

Com um cenário sobre gestão hospitalar inicialmente formado, vamos no deter a partir de agora em alguns temas mais específicos do Curso Online Gestão Hospitalar do Centro de Estudos e Formação. Acompanhe no restante do artigo algumas teorias administrativas e a relação da economia e do meio ambiente com a gestão hospitalar.

Fundamentos e teorias de gestão no curso de gestão hospitalar

Parte do Curso Online Gestão Hospitalar aborda os fundamentos e teorias que norteiam a administração, e por consequência, suas ramificações, como a administração hospitalar. Veja, de forme breve, alguns desses conceitos.

Fundamentos de gestão

Os fundamentos de gestão também são itens trabalhados em curso online sobre a temática e trazem, entre outras coisas, alguns conceitos básicos sobre administração, como sua definição, tarefa, funções, níveis etc. Isso pode parecer repetitivo, mas a administração é uma ciência muito abrangente e complexa, e cada parte dessa ciência é fundamentada por teorias, princípios, normas, funções e conceitos que dão embasamento ao trabalho de profissionais em suas diversas áreas.

Veja alguns deles:

Definição de administração: conjunto de funções, normas e princípios cujo objetivo é ordenar, dirigir e controlar o empenho de grupos de pessoas que trabalham para obter um fim comum – no caso da gestão na saúde, o atendimento aos pacientes. Onde houver um grupo de pessoas trabalhando para que se alcance uma meta comum, a administração se faz necessária.

Tarefa da administração: transformar em ações organizacionais os objetivos de uma organização, utilizando como meios o planejamento, organização, direção e controle e alcançar esses objetivos da maneira mais adequada a cada situação.

Funções da administração: utilizar os recursos humanos, materiais e financeiros para, por meio de ações ordenadas, atingir o objetivo da organização. As ações ordenadas são nada mais que as funções administrativas:

  • Planejamento: abrange as decisões no que concerne aos objetivos, as ações que deverão ser tomadas para alcançá-los e os recursos que serão necessários para isso. Está relacionado às ideias.

  • Organização: são as decisões sobre como se dividirão as tarefas e responsabilidades entre os indivíduos, assim como a divisão dos recursos disponíveis para a realização das tarefas. Está relacionado às coisas.

  • Direção: mobilização e liderança dos recursos humanos para que o objetivo final seja atingido. Está relacionado às pessoas. Está relacionado às pessoas.

  • Controle: engloba as decisões a partir da verificação entre o objetivo planejado e esperado e o que se conseguiu alcançar. Está relacionado aos resultados.

Níveis da administração: esse fundamento define a administração em três níveis. São eles: estratégico, tático e operacional. O nível estratégico define objetivos a longo prazo, o tático toma a decisão sobre quais produtos ou serviços serão produzidos e o operacional é a parte de supervisão, que coordena a execução das tarefas, assim como de todos envolvidos no operacional.

Papéis: por fim, este fundamento lida com as expectativas e comportamento dos indivíduos em determinadas situações. Os papéis são divididos em interpessoais, informativos e decisórios, e são eles que direcionam as ações do gestor com relação a contratar, treinar, motivar e disciplinar.

Quanto mais nos aprofundamos em tudo que um curso de gestão hospitalar abrange, mais nos damos conta de que, tão importante quanto saber o que é gestão hospitalar é conhecer e aprender sobre todos os aspecto que a formam - algo como construir o conhecimento sobre esse mote "tijolo a tijolo", em que cada peça é fundamental para a sustentação da estrutura toda.

Curso de gestão hospitalar

Teoria Geral da Administração

A Teoria Geral da Administração é um conjunto de diversas teorias que surgiram frente aos desafios de cada período ao longo da história. É um tema bastante amplo, que abrange as diversas escolas, assim como a ênfase de cada teoria e de que forma cada uma delas contribuiu na administração.

A primeira teoria, a Administração Científica, que teve como seu principal representante Taylor e contou com uma forte contribuição de Ford, tinha ênfase nas tarefas. Taylor especificou que a padronização de tarefas, equipamentos e ferramentas de trabalho, dentre outros elementos, reduziria o desperdício e aumentaria a eficiência. A partir daí começava a se desenhar a relação cargos x tarefas. Ele defendia que se devia especializar cada operário na execução de uma única tarefa. A experiência de eliminar os métodos rudimentares e empíricos e implementar métodos científicos ficou conhecida como Organização Racional do Trabalho.

As quatro teorias seguintes tiraram o foco das tarefas e focaram na estrutura: a Teoria Clássica, a Neoclássica, a Burocrática e a Estruturalista. Com ênfase nas pessoas, surgiram três teorias: a das Relações Humanas, a do Comportamento Organizacional e a do Desenvolvimento Organizacional. Passado algum tempo, o foco passou a ser o ambiente: Teoria Estruturalista, Neo-estruturalista e de Contingência - esta última também deu ênfase à tecnologia.

Além das teorias, há os princípios que as nortearam, assim como o que cada uma delas deixou de colaboração até os dias atuais, pois muito das teorias clássicas está intrínseco nas novas abordagens sobre o tema "administração". E como tudo evolui, as teorias passaram a dar espaço para tendências modernas da administração. Surgiram então tendências como o Benchmarketing, Melhoria Contínua, Qualidade Total (que trouxe técnicas como o downsizing e terceirização), Reengenharia, Gestão do Conhecimento e a Responsabilidade Social Empresarial.

Teoria da Administração Hospitalar

Modernizar instituições de saúde é necessário para torná-las mais competitivas, mas administrá-las e direcioná-las por esse caminho é tão complexo aos administradores quanto seria administrar um procedimento cirúrgico. Mas a gestão hospitalar tem trazido elementos e instrumentos para tornar isso mais simples – o método não tem segredo, é mostrar aos gestores que a gestão precisa de indicadores sobre cada aspecto do desempenho da organização e do ambiente. Parte daí a teoria da administração hospitalar, de que ganhe uma nova visão: gerir as partes para o perfeito funcionamento do todo.

Teoria da Gestão de Pessoas

Outro tópico a ser estudado em um curso gestão hospitalar - e essencial na qualificação de um bom gestor – diz respeito à gestão de pessoas. Lidar com pessoas deixou de ser função somente do departamento pessoal ou de recursos humanos, pois gerir pessoas é agora parte estratégica dentro das organizações. Atualmente a gestão de pessoas tem como objetivo a valorização dos colaboradores de uma organização, promovendo o seu desenvolvimento profissional e pessoal e a partir disso chegar aos resultados pretendidos, como eficiência e produtividade.

A ênfase nas pessoas, como citado acima, nas teorias de Relações Humanas, Comportamento Organizacional e Desenvolvimento Organizacional, não é algo recente. Apesar disso, apenas de alguns anos pra cá é que realmente o foco se voltou realmente aos colaboradores (termo inclusive adotado, tomando o lugar da formalidade de "funcionários" ou "empregados"). A gestão de pessoas tem entre seus principais fundamentos as necessidades físicas, sociais e emocionais do ser humano, cabendo ao gestor, por meio desse reconhecimento, saber como comunicar-se com sua equipe. Gerir pessoas também implica nelas sentirem-se parte das conquistas do local onde trabalham e de sentirem valorizadas pelo que fazem, mesmo que seja a tarefa mais simples – e não falamos em valorização somente financeira, mas de reconhecimento como parte importante para o perfeito funcionamento do todo.

Na gestão hospitalar, uma das principais exigências da função do administrador é que ele também seja um "gestor de pessoas". Além de ser de sua alçada organizar equipes de trabalho, distribuir funções, controlar e supervisionar há ainda que fazer a integração entre elas. O gestor deve inspirar-lhes confiança, dialogar e as informar sobre o seu desempenho, usando de informações claras e sem que isso lhes cause algum dano emocional – por isso o reconhecimento de suas necessidades se faz essencial.

Já falamos, no início do artigo, sobre um curso online que complementa o Curso Online Gestão Hospitalar, e citamos o de gestão de pessoas. Este tópico fortalece essa ideia e mostra a importância de aprofundar o aprendizado e estar muito bem preparado para o mercado da saúde.

Curso online de gestão hospitalar

Liderança

Outro aspecto tratado quando se fala em gestão de pessoas é "liderança". Há ainda uma cultura um pouco arraigada sobre a figura do “chefe” em organizações. Sempre se esperou que essa pessoa fosse o líder de um setor, grupo ou equipe. Muitas vezes era, outras não.

As organizações passaram a descobrir de forma gradativa que eram coisas distintas e que o que se precisava era de uma liderança forte, que fosse o suporte das pessoas sob seu comando. Passou-se a ter a visão de uma liderança mais democrática. Esse novo conceito reflete diretamente na gestão de pessoas. Os líderes comandam seus times baseados no potencial de cada um, em suas necessidades e em seu desenvolvimento individual.

Uma das principais características de um bom líder é a valorização de seu capital humano, mas não deixando de lado o capital intelectual – ou seja, motivá-los e também qualificá-los. Para saber mais sobre essa habilidade, temos entre os cursos a distância do portal, um que trata exatamente desse assunto: o Curso Online Liderança – conheça-o e se qualifique para se tornar um excelente líder e se destacar no campo de gestão de pessoas.

Responsabilidade social e sustentabilidade

Responsabilidade social e sustentabilidade direcionam para vários aspectos. Um dos recortes da responsabilidade social em saúde diz respeito às instituições prezarem pelo respeito, proteção e cuidado com a vida de seus pacientes, mantendo a ética. Outro recorte é voltado para a sustentabilidade e compromisso com o meio ambiente: gerenciamento de resíduos hospitalares e ambulatoriais, redução no consumo de água e energia, eliminação do uso de mercúrio e todas as outras ações voltadas a isso.

A sustentabilidade também ganha várias frentes: a ambiental, como já vimos, a sustentabilidade financeira e sustentabilidade política, que a garantia da consolidação de políticas da saúde que sejam duráveis e que ultrapassem tendências, epidemias e principalmente, gestões.

Economia da saúde

Outro assunto que os cursos online na área de gestão hospitalar trazem para os interessados no tema ou profissionais e futuros profissionais do segmento é a Economia da Saúde. Trata-se de um ramo da Economia que aplica a disciplina em saúde, com o objetivo principal de alcançar eficiência na destinação de recursos nos cuidados com saúde. Ela tem um princípio básico, que é de que não há como saúde ser avaliada como os outros setores da economia. Por isso foi necessário que se desenvolvesse uma área comum, surgindo, dessa forma, a Economia da Saúde.

O objetivo dessa economia não é cortar custos e sim, avaliar os melhores caminhos para a alocação de recursos. Por exemplo: um medicamento X custa R$ 30 e diminui em 30% a dor dos pacientes; outra versão desse medicamento (para o mesmo fim) custa R$ 20 e reduz em 20% a dor. Isso significa que há duas situações a serem avaliadas para decidir qual caminho tomar:

a) Pagar R$ 10 a mais na compra do medicamento que dará melhores resultados

b) Comprar o mais barato e investir a diferença na compra de outros medicamentos

De forma bem resumida, é disso que trata a Economia da Saúde. Nem é preciso lembrar de sua importância para o Sistema Único de Saúde, o SUS, uma vez que há muitos desafios para que se garanta a sua sustentabilidade financeira, o que se dá, em partes, pela gestão correta de recursos.

Também é papel da Economia da Saúde conduzir estudos e avaliações econômicas no setor da saúde. Abrangendo aspectos como a eficiência das ações e serviços da saúde, assim com os investimentos feitos, a regulação econômica em saúde, o financiamento do setor e a destinação de recursos, dentre outros. Entre os principais tipos de estudo estão a minimização de custos, custo-utilidade, custo-efetividade e custo-benefício.

Os certificados do Centro de Estudos e Formação podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

Bioestatística

Voltada à biologia e à medicina, a Bioestatítica é a ciência encarregada de coletar, tabular, analisar e interpretar dados estatísticos voltados à saúde. O seu campo de atuação é voltado ao âmbito populacional.

A Bioestatística é um dos principais apoios da Biomedicina e a Epidemiologia, pois a partir de seus dados, se pode diagnosticar precocemente algumas doenças e dessa forma, preveni-las e salvar vidas.

Cursos online: prepare-se para o mercado de trabalho

Com tudo que foi exposto até aqui, dá para perceber que o aprendizado deve ir muito além de saber o que é gestão hospitalar, e que ficar parado não é uma opção. Pense em cursos online como uma oportunidade de crescimento pessoal e profissional e como algo que pode lhe abrir portas. E tenha sempre isso em mente: qualquer profissional precisa de atualização, capacitação e treinamento. Há muito que aprender e há muito oferecido – os cursos online com certificado do portal são prova disso. São centenas de cursos a distância sobre os mais variados temas, preparados por um departamento pedagógico exclusivo e que facilitam o seu acesso a conhecimentos sobre a área escolhida.

Faça a sua inscrição e comprove o que mais de 120 de alunos já comprovaram: que o Centro de Estudos e Formação é o portal mais respeitado do país. Fazendo a sua inscrição, você terá acesso por um ano a todos os cursos do Pacote Master – e o melhor, investindo apenas R$ 69,90. O processo de certificação é opcional e você pode escolher a carga horária para ser certificado. Muito bom, não?

Agora nos conte o que achou de nosso artigo e se tem alguma dúvida com relação ao assunto ou com relação aos nossos cursos. A sua opinião é de extrema importância para nós. Até breve!