Há algum tempo, os pais ou responsáveis não precisavam seguir um cronograma exato para a matrícula das crianças na Educação Infantil. Os pequenos poderiam iniciar sua vida escolar aos 3, 4, 5 anos, sem respaldo da Lei. Entretanto, desde janeiro de 2013 a história mudou: depois da sanção da Lei nº 12.796, tornou-se obrigatória a matrícula de crianças maiores de 4 anos na Educação Infantil, seja da rede pública ou privada. Tal obrigatoriedade colaborou, inclusive, para o aumento na busca pela qualificação profissional adequada, principalmente através de cursos online. Afinal, para atender esta faixa etária é preciso formação específica, principalmente quanto às técnicas de alfbetização e aprendizagem.

Para que você entenda um pouco mais sobre a lei: espera-se que as cargas horárias dos alunos da Educação Infantil preencham, no mínimo, 200 horas aula; sendo que esta carga horária deve ser distribuída em 200 dias letivos. A quantidade diária de horas/aula é modificada de acordo com o período das aulas. Crinças que estudam em jornadas integrais devem cumprir obrigatoriamente 7 horas ao dia; já aqueles que estão matriculados em períodos parciais, nomeados pedagógicos, a quantidade mínima é de 4 horas ao dia.

Existe um grande impasse, por parte dos responsáveis, quanto à qualidade real de aprendizagem nesta fase escolar: enquanto alguns entendem a importância dos processos de Alfabetização e Letramento antes do Ensino Fundamental, outros imaginam que as crianças permanecem apenas brincando durante todo esse tempo, tornando-se desnecessária a matrícula.

É preciso salientar que é através da Alfabetização e Letramento, que incluem atividades lúdicas e direcionadas à cada faixa-etária, como os Jogos de Alfabetização, que as crianças iniciam o processo de aprendizagem e reconhecimento da letras, alfabetizando-se então de forma natural. Aliás, uma informação deve ser considerada: por volta dos 3 anos, os cérebros das crianças já atingiu cerca de 80% do tamanho de um cérebro adulto. Nesta fase da vida, o potencial de aprendizagem é altamente considerável, o que motiva o estímulo do lobo frontal, o qual associa-se à linguagem, movimento, cognição social, auto-regulação e solução de problemas.

Falamos em Alfabetização e Letramento: mas você sabe diferenciar estes dois processos, bem como seus principais conceitos e definições? Eles podem parecer bem similares mas, tanto na teoria quanto na prática, possuem suas diferenças. Acompanhe nosso artigo e saiba tudo sobre os conceitos de Alfabetização e Letramento. Conheça também alguns exemplos de atividades que podem ser utilizados no processo de aprendizagem. Acompanhe!

Cursos relacionados que podem te interessar:

Conceitos Básicos de Alfabetização e Letramento

A Alfabetização é definida como o processo de conhecimento das letras, proporcionando a habilidade linguística necessária para a comunicação através da leitura e da escrita. Por outro lado, o Letramento esta relacionado às funções sociais de leitura e escrita. Explicando melhor: no caso do Letramento, as habilidades de comunicação são pareadas ao convívio social das crianças. Mesmo que uma criança não seja completamente alfabetizada, por exemplo, através do Letramento é capaz de reconhecer e escrever os nomes de quem convive diariamente com ela em um mesmo ambiente - como os nomes dos familiares, professores e colegas de sala.

O processo de Alfabetização e Letramento é composto basicamente por três fases: o descobrimento da escrita, a aprendizagem da escrita e, finalmente, o uso da escrita. Na etapa do descobrimento as crianças devem ser expostas a livros e outras ferramentas que agucem o interesse pela leitura; na aprendizagem, é iniciado o processo geral de Alfabetização; já no uso da escrita, as crianças iniciam naturalmente a escrita de palavras que pertencem ao seu meio de convivío social.

Ser alfabetizado e letrado têm suas vantagens: em uma sociedade cada vez mais imersa em informações, notícias e conhecimento, destacam-se aqueles cidadãos que possuem a capacidade de, além de ler, interpretar corretamente os diferentes contextos sociais aos quais somos expostos diariamente. Para tanto, é indispensável que hajam estímulos paralelos, tanto por parte da escola quanto por parte dos familiares.

Dicas para estimular a Alfabetização e o Letramento

Como falamos há pouco, para que o processo de Alfabetização e Letramento obtenha o êxito esperado, é preciso estimular as crianças. O estímulo correto promove condições que facilitam a leitura, e escrita e a audição. Selecionamos a seguir algumas situações que devem ser consideradas neste processo:

  • Conversar próximo às crianças e permitir que elas participem da discussão. Enquanto participam e observam, os pequenos aprendem a língua.
  • Através de diálogos e contação de histórias as crianças também aprendem novas palavras e, também, a se expressar de forma mais desenvolta.
  • Quanto mais ouvir a língua que está aprendendo a falar, mais estimulada e interessada a criança se sente em aprender.
  • Mesmo quando ainda não falam, as crianças já compreendem os diálogos realizados entre adultos.
  • Ao contrário do que pode parecer, é interessante conversar com as crianças pequenas sobre acontecimentos históricos, ideais e outras informações cujos conhecimentos serão relevantes e úteis ao longo da vida.
  • Tanto a leitura quanto a escrita são formas de comunicação, porém, em linguagens distintas. Quando trabalhadas lado a lado, contribuem com a Alfabetização e o Letramento. Alguns cursos a distância, como o curso online Alfabetização e Letramento, oferecem qualificação teórica e prática, tornando-se grandes parceiros neste processo.
  • Muitas vezes, pais e familiares não dão a devida importância aos primeiros rabiscos. Porém, cada traço representa uma forma de comunicação. Por mais que não sejam palavras, os rabiscos são um dos primeiros canais de comunicação com o mundo exterior. Estes mesmos desenhos atuam no desenvolvimento das coordenações visual e motora.
  • O aprendizado da escrita vai muito além do uso de papel e lápis. É possível treinar as primeiras letras escrevendo na areia, utilizando massinha e até mesmo cortando jornal. Neste último exemplo, há também o fortalecimento dos músculos dos dedos, que também é parte importante na aprendizagem da escrita.
  • Para formar um leitor proficiente, é indispensável cultivar o hábito da leitura. Ler frequentemente com as crianças estímula o interesse pela leitura. Uma vez que a criança ouve histórias e participa delas, são maiores as chances de buscarem naturalmente o aprendizado.
  • A leitura também colabora com o aumento do vocabulário das crianças, uma vez que traz para o cotidiano palavras ‘raras’ que dificilmente fariam parte de um diálogo do dia a dia.
  • O ‘brincar’ faz parte do processo de Alfabetização e Letramento: é através dele que as crianças começam a organizar suas ideias e transformá-las em palavras.
  • O ato de brincar é diretamente relacionado à comunicação. Aliás, trata-se da primeira forma de comunicação vivenciada pelos pequenos.
  • O canto também deve ser considerado neste processo, já que contribui com o desenvolvimento auditivo e habilidades de memória. Sabe-se, inclusive, que é bem mais simples para uma criança memorizar palavras e frases de uma música curta do que de uma breve história.

curso de alfabetização e letramento

Jogos de Alfabetização na Educação Infantil

Para fortalecer ainda mais as técnicas de estímulo e aprendizagem na Educação Infantil, cabe aos educadores e escolas inserirem em seus planejamentos pedagógicos brincadeiras e jogos de Alfabetização na Educação Infantil. Uma boa dica: aqui no Centro de Estudos e Formação, portal educacional especialista em cursos a distância, os interessados podem realizar o curso online Brincadeiras para Recreação Infantil. Este curso traz informações bem interessantes sobre a aplicação das brincadeiras e jogos nos processos de desenvolvimento social, físico e intelectual dos pequenos.

Ao longo do conteúdo, os inscritos são expostos à atividades e estratégias que ensinam brincando, sempre de forma lúdica. São trabalhadas brincadeiras utilizando práticas de relaxamento, modelagem com massinha, jogos, desenho e pintura.

Para exemplificar o uso de jogos de Alfabetização nas turmas de Educação Infantil, selecionamos a seguir 4 opções de brincadeiras para diversas faixas-etárias. Veja só!

1. A partir de 1 mês – Música para bebês: adotar a aplicação de massagens relaxantes paralelamente ao canto propicia o desenvolvimento oral dos bebês. A sessão musical pode conter canções de ninar, músicas de roda ou até mesmo uma seleção gravada, desde que seja relaxante, adequada e de acordo com o projeto.

2. 2 a 5 anos – A letra é?: os alunos devem formar um círculo e  a professora sentar ao meio dele. De dentro de um saco, ela irá retirar um objeto qualquer, utilizado no dia a dia, estimulando os alunos para que digam o nome do objeto. Ao descobrirem, deverão pegar a letra inicial correspondente à cada palavra, que deverão estar à frente de cada criança. Podem ser utilizadas letras em madeira, letras emborrachadas etc.

3. 3 a 5 anos – Bingo dos nomes: sendo uma excelente atividade para a alfebetização e o letramento de crianças maiores, o bingo dos nomes pode ser realizado de forma bem simples. Serão necessárias placas com os nomes das crianças, letras emborrachas ou em madeira e tampinhas de garrafa. No momento em que a professora sortear uma letra, as crianças devem buscar por ela na placa com seu nome. Encontrando a letra, deverão marcá-la com a tampinha de garrafas.

4. 2 a 5 anos - Contação de histórias: trata-se de um projeto recorrente em várias escolas, uma vez que pode ser trabalhado em diversas realidades, sendo desnecessários outros materiais. Ao final de cada conto, os alunos deverão fazer a sua própria dramatização dos personagens, sendo fieis ou não ao que foi observado. É interessante dizer que aqui as crianças devem ter total liberdade para criar suas próprias falas e cenas, mesmo que sejam diferentes da história real.

Os certificados do Centro de Estudos e Formação podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

Curso Online Alfabetização e Letramento

Não há como fugir da qualificação profissional com cursos online: para que um educador seja capaz de trabalhar corretamente com os processos de Alfabetização e Letramento, ele deve possuir embasamento teórico que facilite a aplicação de todas as técnicas e estratégias – o que pode ser adquirido com cursos EAD extarcurriculares. Sabemos que dependendo da faixa etária de cada criança, elas aproveitarão da melhor forma certos tipos de atividades, resultando em um desepenho mais satisfatório. Os cursos a distância são excelentes ferramentas de apoio nesse processo de capacitação.

O Centro de Estudos e Formação, destaque em meio às plataformas de cursos a distância, oferece aos que já atuam ou desejam atuar na área o curso de Alfabetização e Letramento, com cargas horárias que vão de 5 a 360 horas, com possibilidade de emissão de certificado. Os cursos online com certificado podem ter a duração que você necessita, ampliando a profundidade dos estudos.

Sendo o principal meio de formação profissional dentro do leque de cursos EAD, o curso compartilha informações que facilitarão os métodos de aprendizagem, alfabetização e letramento. Ao finalizarem os estudos, espera-se que os inscritos consigam planejar suas aulas de forma atrativa, utilizando todos os recursos especiais disponíveis. O cronograma do curso traz conteúdos que valorizam a dinâmica na Educação Infantil, tão necessária visando um melhor processo de aprendizagem.

Em cursos online com certificado da área, como o curso de Alfabetização e Letramento, são abordados tópicos como:

  • Conceitos de Alfabetização e Letramento
  • Educação e Letramento;
  • Métodos de Alfabetização e Letramento;
  • Erros ortográficos como sintomas da incapacidade de ler e escrever;
  • Princípios e processos do Letramento;
  • Respostas sobre Alfabetização;
  • Literatura infantil e Alfbetização.

Vale salientar que ao realizar este ou outros cursos online dentre as centenas que disponibilizamos, você pode, além de incrementar o seu currículo, obter progressão de carreira (caso já seja um servidor público) ou até mesmo complementar horas em cursos de graduação. Bem vantajoso, não é?

O nosso grande diferencial, no entanto, é o processo de matrícula: diferente do que ocorre em outros portais, no Centro de Estudos e Formação há um investimento único de R$69,90 que te dá acesso a todos os cursos online com certificado  do portal, pelo prazo de 12 meses. Ou seja, você paga uma vez apenas e pode se qualificar em centenas de cursos EAD. Trata-se de uma vantagem pensada exclusivamente para que você conquiste a tão sonhada qualificação profissional.

Então, pronto para realizar nosso curso de Alfabetização e Letramento ou outro que atenda às suas necessidades es e destacar entre os milhões de candidatos à uma vaga de emprego no país? Inscreva-se hoje mesmo no portal e trilhe sua jornada de sucesso. Lembre-se que você pode estudar de qualquer lugar do país, no momento e hora que preferir.

Apesar de te oferecermos todas as informações necessárias, pode ser que surja alguma dúvida ao longo do processo, e entendemos isso. Neste caso, deixe um comentário logo abaixo que nós lhe retornaremos o mais breve possível. Junte-se aos mais 120 mil alunos e venha estudar conosco. Temos certeza de que sua vida profissional receberá um super upgrade!