Precisamos falar sobre o novo acordo ortográfico da língua portuguesa - Blog do Centro de Estudos e Formação

 BLOG

Blog Centro de Estudos e Formação

Simplesmente tudo sobre cursos online

regras de ortografia
 Equipe Centro de Estudos e Formação  08/01/2018
Precisamos falar sobre o novo acordo ortográfico da língua portuguesa

A nossa Língua Portuguesa é derivada do latim, língua que teve sua origem na região de Lázio, na Itália. O poeta brasileiro Olavo Bilac abordou a origem de nossa língua em um de seus poemas intitulado "Língua Portuguesa". A leitura do poema nos auxilia a refletir sobre a nossa língua, que passou por muitas mudanças, incluindo o novo acordo ortográfico da Língua Portuguesa.

Do latim derivaram-se algumas outras línguas que são conhecidas como línguas neolatinas ou românicas e, entre elas, além do Português, podemos citar o Espanhol, Italiano, Francês, Provençal, Rético, Sardo, Catalão, entre outras.

O nosso portal oferece alguns cursos online que podem lhe ajudar no aprendizado de um idioma, como o Curso Online Francês Básico, Curso Online Italiano Básico e Curso Online Espanhol Básico.

Os países que falam Português fazem parte da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e, desde o início do século XX, integrantes desta comunidade buscam um novo acordo ortográfico para oficializar a ortografia da Língua Portuguesa. É interessante mencionar que o Timor-Leste somente entrou para a CPLP em 2002, quando tornou-se oficialmente um país.

Se você quer saber mais sobre a nossa língua tão fascinante e sobre nossos cursos a distância, continue lendo nosso post! Também falaremos mais sobre o nosso Curso Online Reforma Ortográfica da Língua Portuguesa.

As influências indígenas e africanas na Língua Portuguesa

De acordo com a história, nosso país foi descoberto por Pedro Álvares Cabral, em abril de 1500 e, graças à colonização portuguesa, o Português se tornou a língua oficial de nosso país. 

Antes da chegada dos portugueses no Brasil, os índios falavam a língua Tupi. Podemos afirmar que a nossa língua portuguesa sofreu grande influência do tupi que contribuiu para o enriquecimento do vocabulário português no Brasil.

Várias palavras que conhecemos e usamos com alguma frequência são de origem tupi, e aqui podemos citar: aipim, amendoim, caboclo, caipira, xará, pitanga, Paraná, Ceará, Niterói. Temos alguns nomes próprios também que foram incorporados à lista de nomes comuns que conhecemos e que são de origem indígena como: Moacir, Iara, Araci, Iracema entre outros.

O vocabulário português também sofreu influência e foi enriquecido através dos escravos africanos, e vários termos usados por nós são dessa origem. Entre eles podemos citar: samba, vatapá, dendê, agogô, cachaça, quitute, miçanga e muitos outros. Podemos, com certeza, dizer que a cultura da África é muito rica.

De lá para cá, muita coisa mudou, e o Português, inicialmente trazido pelos portugueses e falado no Brasil, foi sofrendo influências e adaptações, exigindo por parte da Academia Brasileira de Letras alterações na escrita e nas regras de ortografia.

Se você quer saber mais sobre a África, não se esqueça de fazer um dos nossos cursos online sobre a História da África, Curso Online História da África. Este curso aborda as tribos africanas e a escravidão.

Se você se interessa pela cultura indígena de nosso país, não deixe de fazer o nosso curso online que discute a arte indígena, arqueologia indígena e a história do índio no Brasil, o Curso Online Cultura Indígena.

Além desse curso online, o nosso portal oferece muitos outros, seja na área da informática, educação, Psicologia, para você aprender cada vez. Contamos com um departamento pedagógico excluviso para lhe oferecer os melhores cursos a distância!

No Centro de Educação e Formação, você investe apenas R$69,90 e tem acesso a todos os cursos online com certificado do nosso Pacote Master durante um ano inteiro!

Os certificados do Centro de Estudos e Formação podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica
No Centro de Estudos e Formação você se matricula por 1 ano, investindo apenas R$69,90, sem mensalidades. Você terá acesso todos centenas de cursos e contará com a opção de obtenção de certificados de diversas cargas horarias, que vão de 5 até 360 horas. Inscreva-se agora mesmo.

Como se escreve essa palavra?

Para entender o processo da Reforma Ortográfica da Língua Portuguesa é preciso primeiro entender o que é ortografia.

Ortografia é o conjunto de regras que estabelecem a forma correta de escrever as palavras e utilizar os sinais de pontuação e acentuação.

Essas regras são definidas pela gramática normativa e ensina, por exemplo, se a palavra é escrita com x ou ch e se ela tem acento ou não. Desde a reforma ortográfica de 2009, novas regras de ortografia passaram a ser usadas e consideradas válidas em nosso país e novas dúvidas surgiram.

A gramática normativa define a grafia correta das palavras. Mas o que é gramática normativa? 

A gramática tem como papel principal regular a língua, estabelecendo uma padronização da escrita e da fala de seus usuários. É o conjunto de orientações e regras que regulam o uso correto da escrita e da fala, ou seja, a gramática normativa dita as normas. Cumpre ressaltar que o novo acordo ortográfico, o qual discutiremos, mudou a forma de se escrever algumas palavras e não a gramática em si.

As regras gramaticais e as regras ortográficas são ditadas pela gramática normativa, ou seja, ela orienta a forma correta de se escrever e utilizar as preposições, os pronomes, os verbos, etc.

novo acordo ortográfico da língua portuguesa

Novo acordo ortográfico da Língua Portuguesa

Em 2009, os brasileiros e os demais habitantes dos países que compõem a CPLP vivenciaram a Reforma Ortográfica da Língua Portuguesa que teve como objetivo principal a unificação do idioma.

Como já dissemos, há muito tempo, os integrantes da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa buscam uma forma para estabelecer um modelo de ortografia que possa ser padronizado e usado como referência nas publicações de caráter oficial, como em todas as publicações de um modo geral, englobando livros, jornais, revistas, entre outros meios de publicação escrita.

Por que a necessidade de uma Reforma Ortográfica da Língua Portuguesa? Antes do acordo ser firmado, Brasil e Portugal usavam modelos de escritas diferentes. Apesar dos dois países falarem Português, o uso destes dois modelos tornava difícil as publicações de qualquer tipo de artigo escrito em Língua Portuguesa, pois sempre era necessário fazer uma versão para cada país ou o leitor precisava recorrer ao dicionário do Português brasileiro ou europeu para entender o que estava escrito e se a grafia estava correta.

É claro que era e é possível, para quem conhece a Língua Portuguesa, ler e compreender os textos publicados antes da reforma, tanto no Português falado no Brasil como no de Portugal. O problema realmente estava nos editoriais ou nos impressos, enfim, nas grafias diferentes.

É importante ressaltar que as novas regras de ortografia só mudaram a forma como se escreve a palavra. Uma reforma ortográfica não afeta a pronúncia das palavras, pois o som não foi alterado, mesmo com a retirada de alguns acentos, como foi o caso do acento na palavra "geleia", que perdeu o acento mas o som continua aberto.

Trataremos desse assunto mais detalhadamente em um dos nossos cursos online com certificado, que discute as mudanças ocorridas na Língua Portuguesa após a reforma ortográfica, o Curso Online Reforma Ortográfica da Língua Portuguesa.

Uma reforma ortográfica se constitui em significativas alterações no sistema ortográfico de uma língua e tudo o que se refere à ortografia diz respeito a grafia de uma palavra.

Brasil e Portugal em 1945 tentaram implantar um novo acordo ortográfico, mas a tentativa não obteve êxito. Antes disso, em 1931, os dois países também tentaram firmar o primeiro acordo ortográfico, mas, ele não foi posto em prática. O acordo naquela época já tinha como objetivo unificar e simplificar as línguas dos dois países.

As mudanças e a convivência com o novo acordo ortográfico

As mudanças propostas pela Reforma Ortográfica da Língua Portuguesa não são difíceis, mas exigem atenção de todos, pois se constituem em mudanças pontuais, ocorridas na grafia de palavras comuns que, agora, possuem uma nova forma de serem escritas.

Se você se sente inseguro em escrever um texto, uma boa opção é fazer um curso online, pois você estudará a escrita e de que forma é possível fazer uma boa revisão de texto. Então faça o nosso Curso Online Comunicação Escrita e Revisão Gramatical.

O nosso portal oferece vários cursos online para você melhorar sua escrita, se sentir mais seguro, confiante e produtivo. E o melhor de tudo é que o processo de certificação é opcional para todos os cursos!

O grande diferencial do nosso portal é a oferta de cursos a distância, para você estudar onde, como e quando quiser!

##lista_cursos##

Você sabe, exatamente, como usar as novas regras de ortografia, firmadas a partir do novo acordo ortográfico? Quais acentos caíram e como usar corretamente o hífen? Destacamos, a seguir, algumas mudanças aprovadas no último acordo ortográfico da Língua Portuguesa para você relembrá-las.

  • O alfabeto português contém 26 letras desenhadas de forma maiúscula ou minúscula. Salientando que as letras “k”, “w” e “y” passaram a fazer parte do alfabeto, mesmo que sejam utilizadas apenas em nomes ou palavras estrangeiras.

  • Com a Reforma Ortográfica da Língua Portuguesa o trema deixou de existir. O trema só será usado em palavras ou nomes estrangeiros.

  • O uso e não uso do hífen também entrou no novo acordo ortográfico da Língua Portuguesa e talvez seja a parte mais complicada da reforma ortográfica. Muitas palavras perderam o hífen mas continuam sendo escritas separadas, como, por exemplo, a palavra "mão de obra". Já outras foram unidas mudando a forma de se escrever, como antissocial que ganhou um "s". Algumas se mantiveram com o hífen e esta parte requer muita atenção por parte dos redatores e muito estudo das novas regras.

  • Os acentos gráficos também ganharam destaque na reforma ortográfica, e palavras que terminavam com “oo” perderam seus acentos. Como exemplo, citamos a palavra "enjoo" que se escrevia com acento e agora não tem mais. Os verbos conjugados terminados em ”eem” também não ganham mais acento, como exemplo, temos o verbo "crer" conjugado na terceira pessoa do plural, que permanece "creem".

  • Todos os ditongos abertos em palavras paroxítonas também perderam acento, como no caso das palavras ideia, geleia, jiboia e muitas outras.

Convidamos você para a leitura completa do material disponibilizado pelo Senado Federal.

Língua Portuguesa e a identidade do seu povo

A língua de um povo é como um organismo vivo e, no caso do Português brasileiro, se assim, podemos chamar, o idioma nasceu originariamente com os portugueses que aqui chegaram, mas ganhou vocábulos com os índios e enriqueceu-se ainda mais com os escravos, tornando-se uma língua que verdadeiramente mostra a cara do povo brasileiro.

Com certeza, o novo acordo ortográfico da Língua Portuguesa deve ser respeitado, entendido e colocado em prática para promover um melhor entendimento e comunicação entre os povos que falam o idioma Português, haja vista esse ser o objetivo do acordo entre os países que compõem a CPLP: facilitar a maneira da escrita da língua, uma vez que todas as pessoas se servem dela para se comunicar.

Se você ainda não entendeu as regras de ortografia que passaram a vigorar após o novo acordo ortográfico da Língua Portuguesa, estude e certifique-se.Com o tempo e a prática, você se adaptará às mudanças, sem muitas complicações.

Uma boa maneira de estudar é através de um dos nossos cursos online com certificado que trata desse assunto de forma mais detalhada, o Curso Online Reforma Ortográfica da Língua Portuguesa.

O Centro de Estudos e Formação é um portal conhecido nacionalmente por oferecer ótimos cursos online. Além disso, ele conta com um setor pedagógico exclusivo para sempre lhe oferecer os melhores conteúdos possíveis!

Por isso, não esqueça de se inscrever no nosso portal para começar agora mesmo a entender melhor esse tema. Se você gostou do post, compartilhe com seus amigos.

Data Modificação  28/12/2017
Colunista

Equipe Centro de Estudos e Formação

 

.

 Aguarde...

C
o
m
p
a
r
t
i
l
h
a
r