Por que você precisa aprender inglês? Certamente muitas opções surgem em sua mente. Você pode até ter pensado no quão óbvia é a resposta, mas acredite, ainda há quem se questione sobre o aprendizado do idioma.

Não custa lembrá-lo que saber inglês básico, intermediário ou avançado tem um peso significativo em seu currículo. Por ser a língua franca, ou seja, a universal para viagens, negócios, acordos comerciais e outros fins, é imprescindível que aprendê-la seja ponto obrigatório para quem quer ter um grande diferencial na vida pessoal, acadêmica e profissional.

Até os anos 80, saber inglês era um plus na formação, mas dos anos 90 em diante o cenário mudou. A globalização, a internet e a era da informação e do conhecimento deram um novo significado a "saber inglês", pois não tem como, por exemplo, profissionais de informática não terem conhecimentos sequer do inglês básico.

Outro exemplo prático: recentemente o Brasil sediou Olimpíadas e Copa do Mundo e envolveu um grande número de trabalhadores e voluntários. Em eventos desse porte todos os envolvidos precisam saber a língua oficial que une os povos.

O aprendizado do idioma se dá, principalmente, por cursos online e presenciais. Estes últimos não tão acessíveis à parte da população. No ensino público, as aulas de inglês cumprem o currículo escolar, sem espaço para um aprendizado mais consistente.

Para atender essa demanda e oferecer um conteúdo sólido e de fácil acessibilidade a todos, o Centro de Estudos e Formação criou o Curso Online Inglês Básico. Com essa opção em qualificação, você pode começar a sua jornada no aprendizado da língua e incrementar o seu portfólio. Quem já estudou pode reforçar o que já aprendeu, afinal, conhecimento nunca é demais, certo?

Neste artigo vamos abordar questões importantes sobre o aprendizado de inglês e trazer tópicos do nosso curso de inglês online, para que você veja como pode ser fácil e divertido aprender o idioma.

Cursos relacionados que podem te interessar:

Inglês básico: tudo sobre o verbo to be

Não pense que aprender inglês online será diferente de algumas aulas de inglês da escola, um dos primeiros temas estudados é o famoso verbo To Be (ou verbo Be), sempre visto e tão lembrado por quem teve contato com o idioma no ensino fundamental e médio.

Esse verbo representa "ser ou estar" em nosso idioma, mas em algumas construções ele pode ser "ficar" ou "ter" - esses são casos bem específicos. Isso acontece porque cada língua tem suas peculiaridades e nem sempre outra consegue dar uma versão/tradução literal.

Um exemplo para você entender: em português costumamos dizer "Fico feliz por isso". Esse "ficar" não é no sentido de permanecer, certo? Em inglês, "ficar" é "stay", mas neste caso, quem vai fazer essa função é o verbo Be. Veja: "I am happy fot that".

No sentido de "ter", o verbo Be vai aparecer em construções que indiquem medidas de altura e idade. Veja os exemplos:

He is 6 feet tall. - Ele tem 6 pés de altura (unidade de medida utilizada nos EUA e UK) ou Ele tem 1m82 de altura.

She is 9 years old. - Ela tem 9 anos.

Fora essas exceções, o verbo terá sempre o significado de "ser" ou "estar".

Verbo to be: presente e passado

No presente o verbo to be tem três conjugações: am, is, are. No passado, tem duas: was e were. É importante frisar que em inglês jamais teremos frases sem pronome, como em português. Se em nosso idioma podemos dizer "estamos cansados", em inglês jamais existirá a versão "are tired", e sim "We are tired".

Veja como é a conjugação completa do verbo to be (e a forma contraída do presente, mais utilizada):

Presente

Passado

I am = I'm

you are = you're

he is = he's

she is = she's

it is = it's

we are = we're

you are = you're

they are = they're

I was

you were

he was

she was

it was

we were

you were

they were

Verbo to be: interrogativa, negativa e respostas curtas

Algo que você vai aprender em aulas de inglês e em qualquer um de nossos cursos online com certificado voltados ao ensino de inglês, é que nesse idioma não fazemos perguntas como em português, apenas usando a entonação. Apesar de também existir entonação em inglês (chama-se sentence stress), um ponto em específico indica que se está fazendo uma pergunta: o uso de um auxiliar.

Por enquanto não vai haver novidades, uma vez que o verbo to be funciona como auxiliar, então só vamos vê-lo se mover na frase e agir com a partícula NOT.

Veja um exemplo de interrogativa e negativa com o verbo to be:

She is at home now.

Is she at home now?

She is not at home now. (Nas formas contraídas: She's not at home now ou She isn't at home now.)

As respostas curtas também são formadas com o auxiliar:

Is she at home?     Yes, she is.  / No she isn't.

Dica: as formas contraídas são amplamente utilizadas no idioma falado, então quanto antes você acostumar com elas, melhor será seu desenvolvimento nas habilidades de speaking (falar) e listening (ouvir).

Em nosso Curso Online Inglês Básico você aprenderá muito mais sobre o verbo to be. Há outros cursos online pelos quais você também pode se interessar, como o que ensina ler, escrever e interpretar em Inglês e um voltado à capacitação de professores de inglês.

Inglês básico

Como aprender a falar inglês

Ao começar o aprendizado de um novo idioma, você sempre notará que tem mais facilidade com algumas habilidades e menos com outras. Basicamente são quatro habilidades: falar (speaking), ouvir (listening), ler (reading) e escrever (writing).

Com o passar do tempo e conforme você for saindo do nível de inglês básico,, perceberá que precisa treinar mais e aprimorar alguma delas, mas o ideal mesmo é que seja disciplinado desde o início e se dedique com afinco.

Quem quer aprender como falar inglês online, deve começar a praticar a fala já no início. Principalmente por ser uma das maiores dificuldades que os alunos enfrentam – e nem sempre é porque não sabem, muitas vezes é por receio de falar e pronunciar algo errado, por exemplo.

Para aprimorar essa habilidade, é preciso que pegue o hábito de falar em inglês. Treine. Fale o que aprendeu nas últimas aulas de inglês, repita frases de filmes, cante partes de música, grave suas falas e depois as ouça, fale em frente ao espelho - fale! Só assim acostumará a se expressar em um outro idioma.

Já foi o tempo em que era difícil desenvolver melhor essas habilidades. Hoje, a internet oferece uma infinidade de opções que podem lhe ajudar nesse processo de aprendizado. O tradutor do Google, por exemplo, pode ser uma excelente opção para lhe ajudar com a pronúncia. Escreva frases no aplicativo e aperte em "ouvir", então repita. Mas limite o uso de tradutores a isso, jamais tente escrever um texto, por exemplo, utilizando um tradutor – isso sempre acaba em desastre.

Uma curiosidade sobre aprender a falar inglês é que nem sempre vamos utilizar as regras que aprendemos. Por isso é bem importante ter contato com nativos, prestar atenção em filmes (esqueça filmes e séries dublados!) e pegar dicas dadas nos cursos de inglês online.

Exemplo disso é quando você aprende que o verbo esperar (de ter esperanças / esperar que alguém faça algo) pode ser representado por hope e expect, mas que ao dizer a seguinte frase: "Espero que ele chegue até às 21h", você dirá: "He's supposed to arrive until 21h". Essa formação vale para a linguagem escrita e pode ser também traduzida como "Ele deve chegar/ Ele tem que chegar".

Outro exemplo - se você quer dizer "coloque o vaso no lugar dele", certamente fará uma construção como esta: "Put the vase in its place". Já um nativo dirá: "Put the vase where it belongs to" (coloque esse vaso onde ele pertence, em tradução livre e literal).

Essas observações são que lhe permitirão aprender a falar inglês de forma mais natural, saindo do "formalismo". Esse, aliás, é outro ponto fundamental sobre o aprendizado do idioma: o que se aprende seguindo a gramática normativa e o inglês coloquial. Vamos ver isso no próximo tópico de nosso curso de inglês online.

Inglês formal x inglês informal

Quem vai começar a aprender inglês deve saber que ao estudar gramática vai estar em contato com uma linguagem mais formal, com construções de frases que seguem regras. Mas, assim como em nosso próprio idioma, há a linguagem informal (ou coloquial), que é uma linguagem mais livre e que nem sempre obedece regras.

Lembra que aprendemos acima a forma interrogativa do verbo to be? A pergunta "Is she at home?" Tem, conforme as regras, um auxiliar introduzindo o questionamento. No entanto, você pode ouvir a seguinte pergunta: "She's at home?".  Outro exemplo: "You know what it is?, enquanto o correto seria "Do you know what it is?".

A linguagem informal utiliza muito gírias, expressões e frases já prontas. Como já dissemos, ela não exige tanta atenção às regras gramaticais. Mas nem sempre é esse o caso. Há situações em que as frases estão gramaticalmente corretas, mas a diferença é mesmo o uso. Exemplos:

1. Qual o motivo da visita dele?

What's the purpose of his visit? (formal)

What is he here for? (informal)

2. Estou preocupado.

I'm concerned. (formal)

I'm worried. (informal)

Outros exemplos:

Good morning! How are you doing today? Bom dia! Como você está? (formal) / Hey, man! What's up? / Hey, cara! E aí? (informal)

I got clothes. (informal) / I have clothes. (formal) - Eu tenho roupas. O verbo "have" é ter, mas na linguagem coloquial, podemos utilizar "got" em seu lugar.

Para finalizar, a linguagem informal será sempre utilizada em ambientes de trabalho e negócios, em redação formal, em artigos científicos etc. O ideal é que ao aprender inglês você assimile as duas formas de dizer uma mesma coisa.

Os certificados do Centro de Estudos e Formação podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

Artigo indefinido A / AN - regra geral e exceções

O último tópico do nosso artigo sobre o Curso Online Inglês Básico do portal aborda o artigo indefinido (um, uma) em inglês. Qualquer um dos artigos (A ou AN) significam "um" ou "uma".

Há uma regra geral para o uso dos artigos:

  • A – usado antes de palavras que iniciam por consoantes. Exemplo: a coat (um casaco) / a house (uma casa)

  • AN – usado antes de palavras que iniciam por vogais. Exemplo: an egg (um ovo) / an umbrella (um guarda-chuva)

Mas há algumas exceções:

Usar A com:

  • Palavras iniciadas por "ew" e "eu". Ex.: a european man (um europeu)

  • Numeral "one". Ex.: a one dollar bill (uma cédula de um dólar)

  • Palavras iniciadas por "u" quando esse tiver som /iu/. Ex.: a useful tool (uma ferramenta útil)

Usar AN com:

  • Palavras iniciadas por "H" quando esse não tiver som. Ex.: an hour ago (uma hora atrás)

  • Com siglas, se o com da primeira letra for de vogal. Ex.: an MGM movie (um filme da MGM). O som do "M" é /ém/

  • Com palavras que começam com letras com som vogal. Ex.: an x-ray (um raio X). O som de "X" é /éks/

Com relação às exceções você nem precisa se preocupar, pois são poucas as palavras do vocabulário inglês que se encaixam nos casos. Mas é sempre bom ficar atento e aprender tudo o que puder sobre o idioma, por isso, aposte nos cursos online com certificado do Centro de Estudos e Formação para sua capacitação.

Aprenda inglês com cursos online do Centro de Estudos e Formação

Você sabe que ao se matricular para o curso de inglês online você investe R$ 99,70 na assinatura do Pacote Master e ganha também o acesso aos seus mais de 1.300 cursos online?

Pois é, e durante a vigência de sua matrícula (um ano), você pode fazer todos os cursos que quiser do pacote, desfrutando de toda a praticidade do ensino a distância.

O portal tem uma plataforma moderna e intuitiva, otimizada para computadores e todos os tipos de dispositivos móveis, o que permite que você estude da forma que quiser, até mesmo se estiver em trânsito. 

Mais de 200 mil alunos já atestaram a qualidade de nossos cursos online com certificado e já turbinaram seus currículos para se destacarem no mercado de trabalho, agora é a sua vez. Faça a sua inscrição e comece a se qualificar agora mesmo. Bons estudos!