Quais conhecimentos um mapa pode agregar em sua vida? E em sua área de atuação? Tanto esse quanto outros elementos cartográficos auxiliam em muitas tarefas cotidianas, sabia? Não é à toa que o estudo com um curso de cartografia agrega conhecimentos excelentes para a formação pessoal e profissional.

De mapas a cartas, de plantas à tecnologia dos aplicativos de localização, o universo da dessa ciência é amplo. Noções básicas de cartografia ajudam diversos indivíduos e levam a saberes que podem ser aprimorados, seja no mapeamento de uma área ou para interpretar um gráfico ao realizar uma prova - afinal, tanto esse quanto outros recursos cartográficos estão presentes em avaliações do ENEM, concursos públicos e similares.

A cartografia se estende tanto para a geografia quanto diversas áreas – da economia até a assistência social, em que o uso de objetos e variáveis facilitam estudos e pesquisas de determinadas regiões. Então, anote nossa dica: que tal se capacitar, atualizar e aperfeiçoar na área com o Curso Online Introdução à Cartografia? Esse é o melhor curso online do tema, referência cinco estrelas do Centro de Estudos e Formação que já qualificou mais de 400 alunos.

Atualmente, milhões de pessoas estudam por meio de cursos a distância para otimizar tempo, ter mais segurança e conforto, além de uma opção autônoma e prática. É bem melhor realizar um curso online de qualidade na hora e no ambiente em que quiser, não é? Então, fique por dentro das e prepare-se para dominar tanto os aspectos da introdução à cartografia quanto de outras matérias. Preparado para conhecer informações excelentes? Então, não perca essa leitura.

Curso de cartografia: noções e conceitos essenciais

O curso de cartografia do portal apresenta um conteúdo dividido por vários módulos. Primeiro, o aluno conta com a introdução à cartografia e a influência dessa ciência para a transformação social. Você sabia que ela surgiu antes mesmo da escrita, datada desde os tempos pré-históricos? Pois é.

Vale salientar que esse tema fortalece o aprendizado tanto dos estudantes da área e aqueles que se preparam para as provas, profissionais de muitos ramos (engenharia, topografia, arquitetura, mapeamento, meio ambiente, agricultura, entre outros), educadores em geral – e não apenas os professores de geografia –, assim como demais interessados.

Tanto nos cursos online quanto em fontes primorosas você perceberá o quanto a cartografia está presente em nosso dia a dia, de conceitos antigos aos sistemas modernos. E é justamente essa abordagem que mostraremos neste artigo para você entender e se apaixonar de vez por essa ciência fundamental.

Sociedade Brasileira de Cartografia (SBC)

Em 1958, surgiu a Sociedade Brasileira de Cartografia (SBC), ligada também a campos como geodésia, fotogrametria e sensoriamento remoto. Considerada uma associação técnico-científica de utilidade pública, conta com diversos profissionais e foi uma das criadoras da Comissão Nacional de Cartografia – CONCAR, órgão colegiado que coordena a Política Cartográfica Nacional e assessora o Ministério do Planejamento.

A SBC tem papel primordial no ensino dessa ciência no Brasil, atuando junto às diversas universidades que oferecem o curso de engenharia cartográfica e as variadas áreas que dependem dos conhecimentos dessa matéria: geografia, geologia, geodésia, agrimensura, topografia, engenharia civil, arquitetura, processamento de dados, sensoriamento remoto, gestão territorial, sistemas de informações geográficas, meio ambiente, etc.

Viu só como a cartografia tem papel inerente a tantos campos? O Brasil é um país de dimensões continentais que favorece as atividades de mapeamento, estudos e análises a respeito de regiões específicas e suas características. Logo, a representação gráfica, imagética e de demais recursos cartográficos é uma necessidade para avaliar todos os detalhes e pensar em transformações sociais - uso de terras, análises demográficas, fatores ambientais, entre outras - realmente efetivas.

Se a cartografia surgiu para a noção de orientação e localização espacial das primeiras civilizações, hoje em dia ela estuda tanto a superfície terrestre quanto aspectos socioeconômicos, científicos, históricos, artísticos, tecnológicos, entre tudo que compõe o mundo ou um determinado país, estado, cidade, região em si. Interessante, não é?

Projeções cartográficas

Há diversas formas de projetar um mapa ou qualquer área que precisa ser reproduzida. Em uma planta, por exemplo, outro material referente à cartografia, a disposição de uma casa nunca é única. Há variáveis e métodos que mudam de acordo com o objetivo do projeto e do profissional envolvido. Nesse contexto, uma projeção cartográfica é um modelo que nunca será singular. É claro que se deve considerar as normas da matéria e a simbologia (coordenadas geográficas, escala, elementos), porém a representação priorizará diferentes parâmetros e propriedades.

O principal exemplo é a projeção da esfericidade terrestre no plano (mapa ou carta). Ela mudará segundo a superfície de projeção – plana, cônica, cilíndrica – ou de acordo com as propriedades – conforme, equivalente, equidistante. Em meio à evolução da cartografia, especialistas criaram diversas representações (cerca de 200), entre as mais famosas estão as projeções de Mercator, Miller, Berhmann e Robinson.

O mapeamento oficial do Brasil segue as projeções cilíndrica equatorial de Mercator e policônica, ou seja, tem como característica a redução da deformação da convergência dos meridianos, garantindo uma melhor representação da Região Sul do País e demais padrões definidos pela ONU – revela o manual de cartografia do IBGE.

Em cursos a distância como os do Centro de Estudos e Formação, você conhece as características de cada projeção e aprende a diferenciá-las, já que esse tema está sempre em questões de muitas avaliações (de vestibulares, graduação, concurso público). Nosso Curso Online Introdução à Cartografia revela o que é cartografia e todos esses pontos para que o aluno esteja pronto para qualquer desafio.

Tipos de Representações Cartográficas: Fenômenos Qualitativos e Quantitativos

Como uma das primeiras formas de expressão do mundo, a cartografia refere-se a uma série de representações. Ao analisar um mapa, você conhece muitas simbologias básicas e complexas, cada qual com seu significado. Nesse ponto, ao considerarmos o mapa – principal objeto de representação cartográfica -, podemos chegar a algumas classificações.

Obviamente, existem tipos voltados para um objetivo. Um mapa pode ser geral, especial ou temático. Neste último, trata-se de uma variação que revela uma informação específica, que pode ser política, econômica, de relevo, vegetação – em meio a fatores zonais, pontuais e lineares. Ainda na linha temática, o desenvolvimento dos mapas segue alguns padrões:

  • Qualitativo: revela as diferenças entre as informações, geralmente por cores e em resposta a um questionamento. Exemplo: o mapa mundi com as línguas mais faladas do mundo e sua abrangência conforme o continente-país – assim como todos os mapas políticos em si.
     
  • Quantitativo: refere-se ao "quanto?", expressando valores e símbolos em números e figuras geométricas. Podemos citar os mapas populacionais, dos países mais ricos do mundo e dos estados com maior produto interno bruto no Brasil.
     
  • Ordenado: mapas que utilizam geralmente variáveis de valor, em sequência hierárquica e única – do mais alto para o mais baixo ou do maior para o menor, por exemplo, assim como vemos em um mapa referente à densidade demográfica de uma região.
     
  • Dinâmico: representam fenômenos de deslocamento, como direção, sentido e movimento – migrações, tráfegos e circulações em geral.

Tenha em mente: quando falamos "mapa", trata-se de uma representação cartográfica de escala pequena, geralmente a mais popular e utilizada de modo geral. Mas, para quem pretende se especializar em cartografia, é bom saber que existem também outros materiais: cartas, croquis, planta (comum e cadastral), cartograma (produto do mapa temático), assim como o globo e o atlas. Aproveite e fique por dentro de cada um desses termos fazendo cursos online com certificado de geografia e similares.

curso de cartografia

Componentes Visuais Cartográficos

Embora tenha diferenças quanto a estrutura, os documentos cartográficos seguem um padrão conforme seus componentes visuais. São 5 elementos que facilitam a leitura, a compreensão e intepretação dos mapas e demais representações:

  • Título: é o resumo da representação cartográfica, qual informação ela deve passar. Disposto sempre na parte superior e com destaque, deve responder as questões: "o que?", "quando?" e "onde?".
     
  • Orientação: um dos elementos mais importantes, justamente porque estabelece a referência e a localização da região tratada – seja o mundo, um continente, um país. A orientação precisa responder ao usuário onde acontece o fenômeno, usando geralmente o sistema de coordenadas geográficas, setas ou rosa dos ventos.
     
  • Projeção: as projeções cartográficas, conforme já citamos no tópico anterior, também são elementos indispensáveis em uma representação espacial. Será a reprodução da Terra em si, geralmente feita de forma cônica, plana ou cilíndrica.
     
  • Escala: "A escala representa a relação entre a medida de uma porção territorial representada no papel e sua medida real na superfície terrestre. É definida de acordo com os assuntos representados nos mapas, podendo ser maiores ou menores conforme a necessidade de se observar um espaço com maior ou menor nível de detalhamento, seja de modo numérico ou graficamente", revela o manual do IBGE com a introdução à cartografia.
     
  • Legenda ou Convenções: refere-se à simbologia/significado dos objetos e fenômenos presentes no documento, a tradução de tudo que é representado por meio de cores, traços e demais recursos. Enquanto a legenda explica cada parâmetro, a convenção apenas o define/nomeia, portanto, não é a mesma coisa.

Com essas noções básicas de cartografia e interpretação geral dos documentos cartográficos, fica mais fácil identificar todos os conceitos. Assim, dá para usar o melhor dessa área nas funções diárias pessoais e profissionais, até como modelo de organização e pesquisa – rotina de quem atua com cartografia e suas nuances, por isso a atualização com cursos online com certificado e demais fontes (livros, artigos de especialistas, materiais dos órgãos relativos) é sempre indicada.

Cartografia e Tecnologia

Nessa análise sobre o que é cartografia e seus aspectos, com certeza você se surpreendeu com o fato dessa ciência ser extremamente antiga, existente desde os primórdios da humanidade e aprimorada conforme as necessidades da sociedade e da ordenação do mundo. Mas, e com o advento da tecnologia, como a cartografia se estabelece?

Bom, os novos meios só agregaram e trouxeram facilidades comuns tanto aos especialistas como a população em geral. Um exemplo básico de cartografia e tecnologia é o Google Maps, utilizado por muitas pessoas para se orientar. Basta instalar um aplicativo, digitar uma rota e ser guiado para o destino. 

Embora o trabalho dos cartógrafos continue árduo e complexo, a disponibilidade de softwares de computação, satélites, fotometria e ferramentas eletrônicas são primordiais para tornar as pesquisas mais apuradas e avançadas. A produção de mapas aumentou, se popularizou, ganhou novas nuances e sistemas gráficos e de processamento de dados robustos.

A tecnologia tornou-se essencial para todas as áreas, e não seria diferente com essa ciência. Hoje em dia, definir o que é cartografia sem considerar as ferramentas gráficas, eletrônicas e informatizadas não faz mais sentido. Tanto que deixou de ser matéria apenas da área de geografia e engenharia – atualmente, está na grade de muitos ramos distintos e tem destaque até em cursos online direcionados.

Os certificados do Centro de Estudos e Formação podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

Sistema de Posicionamento Global (GPS)

Com certeza você já ouviu falar de GPS, o conhecido Sistema de Posicionamento Global (Global Positioning System). Ele está presente em diversos aplicativos, na manipulação em aparelhos que usamos no dia a dia, como os smartphones. Tecnicamente, vai muito além do que conhecemos. Em termos "cartográficos", podemos dizer que o GPS trata-se de um sistema baseado numa constelação de 24 satélites distribuídos por 6 órbitas em torno do nosso planeta. Através das coordenadas geográficas, fornece instantaneamente o posicionamento e velocidade de determinado ponto próximo ou na própria superfície terrestre.

De modo preliminar, o objetivo do GPS era apenas para navegação aérea, marítima e terrestre, além de auxílio para a exploração de novos espaços. Hoje em dia, porém, sua utilização é essencial tanto para a cartografia quanto para levantamentos topográficos e geodésicos, demarcar fronteiras e, claro, monitoramento de meios de transporte e localização de ruas/pontos em qualquer lugar do mundo.

Em nosso país, a Rede Brasileira de Monitoramento Contínuo (RBMC) é composta por nove estações de GPS, com forte ligação com diversas esferas internacionais. O responsável pela operação desse campo é o IBGE – Instituto Brasileiro de Tecnologia e Estatística.

Esse é um exemplo altamente moderno e qualitativo que mostra a importância da cartografia em nosso dia a dia. Lembra quando dissemos que o curso de cartografia pode ser ótimo para muitos campos e interessados? Além desse sistema, ainda há muitos parâmetros bacanas que são detalhados em cursos online do gênero.

Curso Online Cartografia: especialize-se no estudo dos mapas

Realizar um curso online tanto para ter noções básicas de cartografia quanto para se especializar nessa matéria faz toda a diferença para muitos indivíduos. De engenheiros a professores, de geógrafos a sociólogos, há sempre o que desvendar e aprender com seus conceitos, sobretudo para utilizá-los no cotidiano. Com os cursos a distância, fica ainda mais fácil se capacitar, atualizar e aperfeiçoar. Que tal considerar essa opção?

Aqui no Centro de Estudos e Formação, além do Curso Online Introdução à Cartografia, há centenas de cursos online com certificado em mais de 20 áreas diferentes, tanto que o portal é atestado por mais de 120 mil alunos. Entre as grandes vantagens, está a possibilidade de acessar e estudar todos os cursos online do Pacote Master durante um ano investindo apenas uma taxa única de R$ 99,70.

Em meio a um ambiente virtual de aprendizagem moderno, você tem um conteúdo completo preparado por uma equipe pedagógica dedicada. Além disso, pode se certificar caso seja seu desejo: basta realizar uma avaliação e escolher a melhor carga horária – temos muitas alternativas que vão de 5 a 420 horas. Bacana, não é? Então, que tal dar um plus em seus conhecimentos? Não perca essa chance e inscreva-se agora.

Se tiver dúvidas, é só deixar um comentário. Não hesite em divulgar nosso artigo para que outras pessoas conheçam essa ideia também. Até a próxima.