Segundo o Dicionário Aurélio, “conflito” significa “embate, choque, luta, disputa”. Quando ouvimos a expressão “gera conflito”, significa que algo precisa ser resolvido, que há um impasse, um embate. Às vezes é pouca coisa, outras vezes a situação toma proporções que pede que haja uma interferência externa.

O conflito é uma situação bastante comum em ambientes familiares, de amigos e de trabalho, pois reflete a diversidade de ideias e de pensamentos. Em outros casos, é algo mais pessoal, de pessoas simplesmente não conseguirem conviver de forma harmoniosa. Mas isso, em ambientes corporativos, não pode existir. Para que se saiba lidar com qualquer tipo de situação que envolva embates, sejam da natureza que for, é preciso conhecer mais sobre o assunto, assim como aprender formas de lidar com isso.

Um curso administração de conflitos aprofunda o debate acerca desse tema e traz elementos importantes para que se saiba como amenizar ocorrências de choques ou disputas no trabalho. Neste artigo vamos falar um pouco sobre o curso online do Centro de Estudos e Formação, que é voltado a essa temática e que traz pontos importantes sobre como lidar com os conflitos organizacionais.

O Curso Online Administrando Conflitos é dividido em módulos, recheados com conteúdos atualizados, preparados por um departamento pedagógico exclusivo. Além disso, tem benefícios que só os cursos a distância podem oferecer, como total autonomia e flexibilidade.

Cursos relacionados que podem te interessar:

Curso administração de conflitos e os desafios do mundo corporativo

As transições na conceituação de conflito

No início do texto demos algumas definições breves do que é um conflito. Sabemos também que pode ser algo fácil de resolver, apenas uma divergência. Mas há casos que podem envolver injúria ou ameaças. Mas o que talvez você não saiba é que ao longo da história, a definição de conflito passou por várias interpretações, que vamos lhe mostrar a seguir.

Visão tradicional

É a abordagem mais antiga, que define o conflito como algo sempre ruim. Nesse contexto, “conflito” está associado a destruição, violência e irracionalidade – sempre reforçando o seu aspecto negativo. Esta visão, consistente com comportamentos que prevaleciam nas décadas de 30 e 40, diz que ele deve ser evitado e que se deve descobrir as causas e corrigir o que não está funcionando para que sejam alcançadas melhorias no desempenho dos grupos e da organização.

Visão de relações humanas

Do final dos anos 40 até a década de 70 a teoria sobre conflitos que predominou foi a da visão de relações humanas. Ela defende que o conflito é algo natural em organizações e grupos, além de ser inevitável. Por esse motivo, a teoria defende a sua aceitação e, inclusive, afirma que em determinadas ocasiões ele pode até ser benéfico para o desempenho das organizações.

Visão interacionista

Esta abordagem contribui, principalmente, com a teoria de que os líderes devem manter constantemente um nível baixo de conflito, que seja suficiente para fazer o grupo continuar criativo e autocrítico. Ou seja, a administração de conflitos direcionada à busca de um bom desempenho e bons resultados para a organização.

Administração de conflitos: a arte de lidar com o problema

Você sabe o que é administração de conflitos? É uma forma dos líderes, chefias ou gerentes evitarem o desgaste que os conflitos geram em suas equipes de trabalho. É mediar situações e achar meios de canalizar a energia que seria gasta em uma discussão ou briga e direcioná-la aos resultados da organização.

Como tema de cursos online, a administração de conflitos fornece uma ampla visão a esses líderes, assim como mostra uma das mais importantes habilidades necessárias para essa função: a negociação. Um curso de mediação de conflitos ajuda esses profissionais ao mostrar maneiras de sair da zona de conforto, de fazer a equipe crescer, trabalhar de forma mais cooperada e práticas de negociação, citando algumas.

Saber o que é administração de conflitos e não saber como utilizar os instrumentos que cursos a distância podem fornecer não resutará em ações eficazes. É preciso conhecer os tipos de conflitos, as reações a esses conflitos, consequências, modelos de comportamento, elementos presentes na negociação e muitos outros pontos que formam um bom negociador.

Um bom curso online sobre o tema mostrará alguns passos importantes para lidar com os conflitos organizacionais, veja alguns:

  • Entender como funciona o conflitos nos grupos e solucioná-los de forma produtiva;

  • Saber como conduzir a administração de conflitos de forma que se consiga obter ganhos, como cooperação e um melhor relacionamento entre a equipe;

  • Estimular a ação em comum para chegar a resultados maiores;

  • Aprender a mapear os conflitos para evitar que cheguem a causar danos ao ambiente de trabalho ou até mesmo reduzir a produtividade.

Por que surgem conflitos empresariais?

Há vários motivos que podem resultar em conflitos em uma organização. Dois autores apontam as principais causas para que isso ocorra.

Para Ernesto Artu Berg, autor do livro “Administração de Conflitos”, as mudanças estão entre as principais causas de conflito organizacional, porque ao ocorrerem, elas forçam uma adaptação das organizações. Essas mudanças são estruturais, tecnológicas e comportamentais e têm objetivos bem específicos: enxugar custos, manter-se no mercado, aumentar ou manter lucros e buscar melhorias de resultados, citando alguns exemplos.

O autor lembra que mudanças organizacionais podem trazer reestruturações e demissões e que por esse motivo são um campo fértil para conflitos. Outro motivo seria a limitação de recursos, tanto financeiros quanto humanos. O enxugamento necessário para que uma organização se mantenha competitiva podem limitar o desempenho de colaboradores e de departamentos, além de gerar jornadas de trabalho maiores, causando estresse, cansaço e descontentamento.

Idaberto Chiavenato diz que a ambiguidade de papéis pode ser causa de conflitos. Quando há incertezas, há uma probabilidade maior de as pessoas sentirem que trabalham para propósitos incompatíveis.

Outro ponto apontado por ele diz respeito aos recursos compartilhados, principalmente quando há enxugamento, conforme o outro autor citou. Com recursos limitados e escassos e sua quantidade distribuída entre grupos, caso um deles precise aumentar a sua cota, o outro precisará abrir mão de uma parte do que tem, e pode se incomodar com isso.

Como outro fator, o autor aponta a interdependência de atividades, por exemplo: grupos têm tarefas que estão interligadas, e um pode não conseguir realizar a sua tarefa e alcançar o seu objetivo enquanto o outro não fizer a sua parte. Nos dois casos, já sabemos o que pode se instalar: potencial conflito.

Há muitos outros motivos que fazem surgir os conflitos organizacionais (competição, luta pelo poder e status e outros) e o que os líderes precisam ter em mente é que não há uma fórmula universal para resolvê-los, pois cada caso é diferente. Mas há formas efetivas de auxílio, uma delas é se qualificar por meio de um curso administração de conflitos.

Fique ligado: se você é concurseiro, tem muitos motivos para fazer um – ou vários - de nossos cursos online com certificado. A administração de conflitos é tema recorrente em provas de concursos. Dois exemplos: em uma busca rápida, encontramos duas provas para os cargos de analista judiciário (TRE/BA) e analista legislativo (AL/CE), que tinham questões sobre o tema – e quando se trata de concursos, sabemos que cada assunto dominado é um passo a mais que se dá em direção ao desejado cargo público.

O conflito e a empresa

A relação do conflito com a organização pode resultar em duas coisas: a) a produtividade é afetada pela insatisfação ou algum outro tipo de sentimento negativo do colaborador ou b) se bem administrados, os conflitos se transformam em bons resultados.

O que a organização precisa é de um líder que saiba exatamente o que é administração de conflitos e quais os cenários que podem se formar a partir dessas situações.

Curso administração de conflitos

O grupo e suas tensões na relação interpessoal

Dá-se o nome de conflito afetivo às situações de incompatibilidade interpessoal entre pessoas do grupo, que podem afetar de forma significativa a eficácia e produtividade do mesmo. Problemas nas relações implicam em vários tipos de dificuldades, como a circulação de informações, o que diminui o nível de identificação das pessoas do grupo.

Cabe ao líder resolver esses conflitos – na verdade esse deve ser um dos principais atributos de um bom negociador. Algumas ações que ele pode adotar para melhorar conflitos interpessoais:

  • Revelar forças e ocultar fraquezas;

  • Conhecer mais as partes envolvidas e suas necessidades;

  • Saber ouvir e comunicar;

  • Criar um ambiente de cooperação.

Conflitos: tipos e efeitos

Outros pontos abordados em cursos online sobre a administração de conflitos organizacionais são os seus tipos e seus efeitos nas organizações, assim como a sua gravidade, considerando-se o grau de percepção e consciência sobre os mesmos.

Com relação aos tipos, os conflitos de classificam em:

- Funcionais: ajudam a combater a estagnação e promovem o interesse pelo desafio, são benéficos para as organizações.

- Disfuncionais: estes tipos de conflito prejudicam e atrapalham o desempenho do grupo e da organização.

- De relacionamento: dizem respeito às relações interpessoais. As diferenças de personalidade, a hostilidade e outros elementos causam influência direta na realização de tarefas.

- De tarefa: estão relacionados aos objetivos do trabalho. Podem ser produtivos se for de nível baixo ou moderado, pois podem estimular o debate, a discussão de ideias e contribuirem diretamente no desempenho das atividades.

- De processo: relacionam-se à forma como são realizadas as atividades de trabalho. Podem ser importantes para o desenvolvimento da equipe se for em nível baixo, mas ao atingirem níveis mais altos podem acabar gerando dúvidas sobre as funções de cada colaborador e causarem diminuição na produtividade.

Com relação ao seu grau de gravidade:

- Conflito latente: não é abertamente declarado e não se tem certeza sobre a sua existência por parte dos envolvidos. Por exemplo: pode ocorrer mudanças no relacionamento pessoal, mas uma das partes não tem nem ideia sobre a seriedade do conflito que aconteceu na outra parte envolvida. Este tipo de conflito normalmente não precisa ser trabalhado.

- Conflito percebido: os envolvidos percebem a existência do conflito, mas não se manifestam abertamente sobre o problema. Neste estágio ainda não há nenhum tipo de emoção por parte dos envolvidos, mas o conflito já é visto como algo a ser resolvido.

- Conflito sentido: atinge todas as partes envolvidas e algum tipo de emoção já é experimentado, como raiva, medo, hostilidade ou desconfiança em relação aos outros envolvidos. É também conhecido por conflito velado.

- Conflito manifesto: nesta altura, já atingiu todos os envolvidos, pessoas “de fora” já percebem e podem começar a interferir na dinâmica da empresa.

Tem que ter muito tato para lidar com as situações de conflito, além de estar bem preparado e conhecer a fundo o tema. Um curso de mediação de conflitos pode dar um ótimo embasamento e mostrar como um líder pode tratar dessas situações de forma eficiente. 

Com relação aos efeitos:

Funcionais:

  • Podem estimular a criatividade e o crescimento;

  • Podem resultar em soluções alternativas para problemas;

  • As pessoas ou grupos podem ser forçadas a encontrar outras abordagens para o problema;

  • A performance individual, assim como a do grupo, pode ser melhorada.

Disfuncionais:

  • Podem causar insatisfação no trabalho e estresse;

  • A comunicação entre os colaboradores e grupos pode diminuir;

  • Podem surgir um clima de desconfiança no ambiente de trabalho;

  • Podem ocorrer desgastes no relacionamento entre os colaboradores;

  • O desempenho nas tarefas pode ser reduzido.

A mediação de conflitos

Questão essencial em um curso administração de conflitos, a mediação tem papel muito importante no processo todo, uma vez que é por meio dela que os conflitos organizacionais serão tratados. Também dela dependem os resultados esperados para a solução dos conflitos existentes.

No Curso Online Administrando Conflitos esse tópico terá uma abordagem bastante aprofundada, dando sustentação às ações e decisões que o cursista possa vir a tomar em situações em que precise resolver conflitos.

Um curso de mediação de conflitos atende as necessidades e expectativas de profissionais de muitas áreas, na área jurídica, por exemplo, a mediação é amplamente utilizada. Pense em ter um curso online desse tipo em seu currículo – e fique certo de que ele tem um peso bastante significativo.

A mediação é a forma que se tem para encontrar soluções aos conflitos. É feita por uma terceira pessoa, de forma imparcial e neutra. É a tentativa de, com diálogo, se chegar a um acordo sobre a melhor solução para o problema, de forma que se consiga compatibilizar os interesses e necessidades envolvidos.

Os certificados do Centro de Estudos e Formação podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

Administração de conflitos em cursos online

Você já sabe de algumas vantagens dos cursos online com certificado e de como podem ser benéficos para a sua carreira profissional. Além disso, saber como administrar conflitos traz conhecimentos que podem ser usados até mesmo em situações pessoais, conflitos entre amigos, na família. Isso significa que os cursos online sobre a temática podem ser feitos por qualquer pessoa, e por serem cursos livres, não exigem formação anterior.

O Curso Online Administrando Conflitos do portal Centro de Estudos e Formação lhe qualifica para a arte de lidar com pessoas – conhecê-las, identificar seus anseios e necessidades e ajudá-las em ocasiões em que se encontrarem “no centro do furacão”, em nosso contexto, no meio de algum conflito.

Por que fazer cursos online no Centro de Estudos e Formação

A primeira resposta é: porque é o melhor portal de cursos a distância do país. Depois, porque tem centenas de cursos online com certificado voltados aos diversos campos do conhecimento, ou seja: tem um que é do tamanho de seus sonhos e necessidades.

Investindo uma taxa única de R$ 69,90 você pode ter acesso, durante um ano inteiro, a todos os cursos do Pacote Master – sem nenhuma taxa adicional. Faça agora a sua inscrição e veja tudo o que lhe espera no portal. Mais de 120 mil alunos já atestaram a excelência de nossos cursos, agora é a sua vez.

Gostou de saber o que é administração de conflitos e todo o resto relacionado ao assunto? Compartilhe com seus amigos e deixe a sua opinião, ela é muito importante para nós. Até breve!